Tendo vivido no tempo de Constantino, São Silvestre foi o ­Papa a quem coube presidir a transformação resultante do fato de a Igreja deixar de ser perseguida para ser rainha, abandonar as catacumbas e começar a ocupar palácios.

Ele foi o Pontífice que acompanhou a passagem da Igreja para fora das catacumbas como um sol que nasce. Sob suas diretrizes e inspiração, teve início a obra pela qual a Igreja foi sendo cercada de um ­luxo e um esplendor que reparava os anos de imerecida miséria passados nas catacumbas.

 Plinio Corrêa de Oliveira

 

Na foto em destaque: São Silvestre – Catedral de Notre-Dame, Paris; no fundo, Basílica de São João de Latrão, Roma

 

Artigo anteriorÀ direita ou à esquerda de Jesus?
Próximo artigoLiturgia Diária – 2 de dezembro

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui