14 de agosto de 2022

Domingo da 20ª semana do Tempo Comum

Omite-se a Memória de São Maximiliano Maria Kolbe, presbítero e mártir (†1941 Auschwitz – Polônia). Consagrou-se ao Senhor na Ordem dos Frades Menores. Grande devoto de Nossa Senhora, fundou a Milícia de Maria Imaculada. Natural da Polônia, foi preso pelos nazistas e levado para o campo de concentração de Auschwitz, onde  foi executado em 1941.


Ver também:

Leituras da Missa

Primeira leitura: Jr 38,4-6.8-10

Naqueles dias, 4disseram os príncipes ao rei: “Pedimos que seja morto este homem; ele anda com habilidade lançando o desânimo entre os combatentes que restaram na cidade e sobre todo o povo, dizendo semelhantes palavras; esse homem, portanto, não se propõe o bem-estar do povo, mas sim a desgraça”. 5Disse o rei Sedecias: “Ele está em vossas mãos; o rei nada vos poderá negar”. 6Agarraram então Jeremias e lançaram-no na cisterna de Melquias, filho do rei, que havia no pátio da guarda, fazendo-o descer por meio de cordas. Na cisterna não havia água, somente lama; e, assim, ia-se Jeremias afundando na lama. 8Ebed-Melec saiu da casa do rei e veio ter com ele, e falou-lhe: 9“Ó rei, meu senhor, muito mal procederam esses homens em tudo o que fizeram contra o profeta Jeremias, lançando-o na cisterna para aí morrer de fome; não há mais pão na cidade”. 10O rei deu, então, esta ordem ao etíope Ebed-Melec: “Leva contigo trinta homens e tira da cisterna o profeta Jeremias, antes que morra”.

Salmo responsorial: Sl 39(40),2.3.4.18 (R. 14b)

R. Socorrei-me, ó Senhor, vinde logo em meu auxílio!

Esperando, esperei no Senhor, *e inclinando-se, ouviu meu clamor. R.

Retirou-me da cova da morte *e de um charco de lodo e de lama. Colocou os meus pés sobre a rocha, *devolveu a firmeza a meus passos. R.

Canto novo ele pôs em meus lábios, *um poema em louvor ao Senhor. Muitos vejam, respeitem, adorem *e esperem em Deus, confiantes. R.

Eu sou pobre, infeliz, desvalido, porém, guarda o Senhor minha vida, *e por mim se desdobra em carinho. Vós me sois salvação e auxílio: *vinde logo, Senhor, não tardeis! R.

Segunda leitura: Hb 12,1-4

Irmãos, 1rodeados como estamos por tamanha multidão de testemunhas, deixemos de lado o que nos pesa e o pecado que nos envolve. Empenhemo-nos com perseverança no combate que nos é proposto, 2com os olhos fixos em Jesus, que em nós começa e completa a obra da fé. Em vista da alegria que lhe foi proposta, suportou a cruz, não se importando com a infâmia, e assentou-se à direita do trono de Deus. 3Pensai, pois, naquele que enfrentou uma tal oposição por parte dos pecadores, para que não vos deixeis abater pelo desânimo. 4Vós ainda não resististes até o sangue na vossa luta contra o pecado.

Evangelho: Lc 12,49-53

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 49“Eu vim para lançar fogo sobre a terra e como gostaria que já estivesse aceso! 50Devo receber um batismo e como estou ansioso até que isso se cumpra! 51Vós pensais que eu vim trazer a paz sobre a terra? Pelo contrário, eu vos digo, vim trazer divisão. 52Pois, daqui em diante, numa família de cinco pessoas, três ficarão divididas contra duas e duas contra três; 53ficarão divididos o pai contra o filho e o filho contra o pai; a mãe contra a filha e a filha contra a mãe; a sogra contra a nora e a nora contra a sogra”.


Santos em destaque

São Marcelo de Apameia, Bispo e mártir (†c. 390). Assassinado nesta cidade da Síria por pagãos enfurecidos, após ter mandado destruir um templo de Júpiter.

São Facanano, Bispo (†séc. VI). Fundou em Ross, na Irlanda, um mosteiro célebre por sua escola, onde se ensinavam ciências divinas e humanas.

Santo Arnolfo, Bispo (†1087). Após ter sido soldado, tornou-se monge e Bispo de Soissons, França. Fundou um mosteiro em Oudenburg, Bélgica, onde veio a falecer.

Santo Antônio Primaldo e companheiros, mártires (†1480). Decapitados pelos otomanos em Otranto, Itália, durante a perseguição profetizada por São Francisco de Paula.

São Domingos Ibáñez de Erquicia, presbítero e mártir (†1633). Missionário dominicano morto em Nagasaki, Japão, por ordem do xógum Tokugawa Yemitsu.

São Francisco Shoyemon, mártir (†1633). Catequista e auxiliar dos missionários dominicanos no Japão.

Beata Isabel Renzi, virgem (†1859). Fundadora das Mestras Pias da Virgem Dolorosa.

Ver todos os Santos deste dia no Martirológio Romano online


Galerias de imagens

Artigo anterior13 de agosto de 2022
Próximo artigo15 de agosto de 2022

Próximas liturgias

21 de agosto de 2022

Solenidade da Assunção de Nossa Senhora Solenidade da Assunção de...

22 de agosto de 2022

Memória de Nossa Senhora Rainha Nossa Senhora Rainha. Instituída por...

23 de agosto de 2022

Festa de Santa Rosa de Lima Santa Rosa de Lima,...
Artigo anterior13 de agosto de 2022
Próximo artigo15 de agosto de 2022

Redes sociais

1,600,460FãsCurtir
103,000SeguidoresSeguir
8,500SeguidoresSeguir
253,000InscritosInscrever