23 de março de 2022

Quinta-feira da 4ª semana da Quaresma

Memória facultativa de São Turíbio de Mogrovejo, Bispo de Lima, Peru (†1606). Memória facultativa. Durante vinte e cinco anos, trabalhou sem trégua para fazer resplandecer o nome de Cristo na sua imensa diocese, que abrangia grande parte da América do Sul. Protegeu os índios e reformou o clero.

Ver também:

Leituras da Missa

Primeira leitura: Ex 32,7-14

Naqueles dias, 7o Senhor falou a Moisés: “Vai, desce, pois corrompeu-se o teu povo, que tiraste da terra do Egito. 8Bem depressa desviaram-se do caminho que lhes prescrevi. Fizeram para si um bezerro de metal fundido, inclinaram-se em adoração diante dele e ofereceram-lhe sacrifícios, dizendo: ‘Estes são os teus deuses, Israel, que te fizeram sair do Egito!’” 9E o Senhor disse ainda a Moisés: “Vejo que este é um povo de cabeça dura. 10Deixa que minha cólera se inflame contra eles e que eu os extermine. Mas de ti farei uma grande nação”. 11Moisés, porém, suplicava ao Senhor seu Deus, dizendo: “Por que, ó Senhor, se inflama a tua cólera contra o teu povo, que fizeste sair do Egito com grande poder e mão forte? 12Não permitas, te peço, que os egípcios digam: ‘Foi com má intenção que ele os tirou, para fazê-los perecer nas montanhas e exterminá-los da face da terra’. Aplaque-se a tua ira e perdoa a iniquidade do teu povo. 13Lembra-te de teus servos Abraão, Isaac e Israel, com os quais te comprometeste por juramento, dizendo: ‘Tornarei os vossos descendentes tão numerosos como as estrelas do céu; e toda esta terra de que vos falei, eu a darei aos vossos descendentes como herança para sempre’”. 14E o Senhor desistiu do mal que havia ameaçado fazer ao seu povo.

Salmo responsorial: Sl 105(106),19-20.21-22.23 (R. 4a)

R. Lembrai-vos de nós, ó Senhor, segundo o amor para com vosso povo!

19Construíram um bezerro no Horeb *e adoraram uma estátua de metal; 20eles trocaram o seu Deus, que é sua glória, *pela imagem de um boi que come feno. R.

21Esqueceram-se do Deus que os salvara, *que fizera maravilhas no Egito; 22no país de Cam fez tantas obras admiráveis, *no Mar Vermelho, tantas coisas assombrosas. R.

23Até pensava em acabar com sua raça, *não se tivesse Moisés, o seu eleito, interposto, intercedendo junto a ele, *para impedir que sua ira os destruísse. R.

Evangelho: Jo 5,31-47

Naquele tempo, disse Jesus aos judeus: 31“Se eu der testemunho de mim mesmo, meu testemunho não vale. 32Mas há um outro que dá testemunho de mim, e eu sei que o testemunho que ele dá de mim é verdadeiro. 33Vós mandastes mensageiros a João, e ele deu testemunho da verdade. 34Eu, porém, não dependo do testemunho de um ser humano. Mas falo assim para a vossa salvação. 35João era uma lâmpada que estava acesa e a brilhar, e vós com prazer vos alegrastes por um tempo com a sua luz. 36Mas eu tenho um testemunho maior que o de João: as obras que o Pai me concedeu realizar. As obras que eu faço dão testemunho de mim, mostrando que o Pai me enviou. 37E também o Pai que me enviou dá testemunho a meu favor. Vós nunca ouvistes sua voz nem vistes sua face, 38e sua palavra não encontrou morada em vós, pois não acreditais naquele que ele enviou. 39Vós examinais as Escrituras, pensando que nelas possuís a vida eterna. No entanto, as Escrituras dão testemunho de mim, 40mas não quereis vir a mim para ter a vida eterna! 41Eu não recebo a glória que vem dos homens. 42Mas eu sei que não tendes em vós o amor de Deus. 43Eu vim em nome do meu Pai, e vós não me recebeis. Mas, se um outro viesse em seu próprio nome, a este vós o receberíeis. 44Como podereis acreditar, vós que recebeis glória uns dos outros e não buscais a glória que vem do único Deus? 45Não penseis que eu vos acusarei diante do Pai. Há alguém que vos acusa: Moisés, no qual colocais a vossa esperança. 46Se acreditásseis em Moisés, também acreditaríeis em mim, pois foi a respeito de mim que ele escreveu. 47Mas se não acreditais nos seus escritos, como acreditareis então nas minhas palavras?”


Santos em destaque

São Gualter, abade (†c. 1095). Primeiro abade do mosteiro de Pontoise, França. Ensinou aos monges a regra monástica com o próprio exemplo e combateu os costumes simoníacos difundidos entre o clero.

São José Oriol, presbítero (†1702). Sacerdote de Barcelona, Espanha, que pela mortificação corporal, exímia prática da pobreza e oração contínua vivia sempre em estreita união com Deus e animado por uma alegria celeste.

Santa Rebeca de Himlaya, virgem (†1914). Da Ordem Libanesa das Maronitas de Santo Antônio. Viveu cega e paralítica durante trinta anos, mas com uma inabalável confiança em Deus.

Beato Pedro Higgins, presbítero e mártir (†1642). Sacerdote dominicano preso e enforcado sem juízo prévio em Naas, Irlanda, durante o reinado de Carlos I da Inglaterra.

Beata Anunciada Cocchétti, virgem (†1882). Fundou em Cemmo, Itália, o Instituto das Irmãs de Santa Doroteia. Morreu aos 82 anos, tendo dedicado sua longa vida à instrução e educação de moças pobres.

Beato Metódio Domingos Trčka, presbítero e mártir (†1959). Sacerdote redentorista, encarcerado numa cela úmida da prisão de Leopoldov, Eslováquia, onde morreu de pneumonia.

Ver todos os Santos deste dia no Martirológio Romano online


Galerias de imagens

Artigo anterior
Próximo artigo

Próximas liturgias

11 de dezembro de 2023

Segunda-feira da 2ª semana do Advento Memória facultativa de São Dâmaso I,...

10 de dezembro de 2023

Domingo da 2ª semana do Advento Leituras da Missa ...

9 de dezembro de 2023

Sábado da 1ª semana do Advento Memória facultativa de São...
Artigo anterior
Próximo artigo

Redes sociais

1,644,769FãsCurtir
125,191SeguidoresSeguir
9,530SeguidoresSeguir
331,686InscritosInscrever