5 de dezembro de 2023

Terça-feira da 1ª semana do Advento

Em Portugal Memória dos santos Martinho de Dume, Frutuoso e Geraldo, bispos de Braga, em Portugal.

Martinho de Dume, Bispo(†c.579). Oriundo da Panónia, da atual Hungria, homem de grande erudição, ocupou a sede episcopal de Dume e depois a de Braga. Graças ao seu zelo apostólico e à sua pregação, os Suevos abandonaram a heresia ariana e abraçaram a fé católica. Empenhou-se com ardor na erradicação dos costumes da idolatria, inclusive linguísticos, como na designação cristã dos dias da semana, e escreveu importantes opúsculos, nomeadamente de orientação moral, catequética, pastoral e de vida monástica. Com a sua virtude e sabedoria, diz Santo Isidoro de Sevilha, a Igreja floresceu na Galécia.

Frutuoso, Bispo (†c.665). Descendente de nobre família visigótica, depois de ter sido monge e fundador de cenóbios, foi eleito bispo de Dume e finalmente nomeado bispo metropolitano de Braga pelos Padres do X Concílio  de Toledo, governando simultaneamente com suma prudência esta Igreja e os seus mosteiros. A sua santidade e labor apostólico estenderam-se a toda a península ibérica.

Geraldo, Bispo (†1108). Natural da Gália, professou no mosteiro de Moissac, de onde passou para Toledo; depois foi eleito bispo de Braga, onde exerceu grande atividade na reorganização da diocese, na promoção da vida monástica, na reforma litúrgica e pastoral, na reconstrução de igrejas, bem como na aplicação da disciplina eclesiástica.

Leituras da Missa

Primeira leitura: Is 11,1-10

Naquele dia, 1nascerá uma haste do tronco de Jessé e, a partir da raiz, surgirá o rebento de uma flor. 2Sobre ele repousará o Espírito do Senhor: espírito de sabedoria e discernimento, espírito de conselho e fortaleza, espírito de ciência e temor de Deus; 3no temor do Senhor encontra ele seu prazer. Ele não julgará pelas aparências que vê nem decidirá somente por ouvir dizer, 4mas trará justiça para os humildes e uma ordem justa para os homens pacíficos; fustigará a terra com a força da sua palavra e destruirá o mau com o sopro dos lábios. 5Cingirá a cintura com a correia da justiça e as costas com a faixa da fidelidade. 6O lobo e o cordeiro viverão juntos, e o leopardo deitar-se-á ao lado do cabrito; o bezerro e o leão comerão juntos, e até mesmo uma criança poderá tangê-los. 7A vaca e o urso pastarão lado a lado, enquanto suas crias descansam juntas; o leão comerá palha como o boi; 8a criança de peito vai brincar em cima do buraco da cobra venenosa; e o menino desmamado não temerá pôr a mão na toca da serpente. 9Não haverá danos nem mortes por todo o meu santo monte: a terra estará tão repleta do saber do Senhor quanto as águas que cobrem o mar. 10Naquele dia, a raiz de Jessé se erguerá como um sinal entre os povos; hão de buscá-la as nações, e gloriosa será a sua morada.

Salmo responsorial: Sl 71(72),1-2.7-8.12-13.17 (R. cf. 7)

R. Nos seus dias a justiça florirá e paz em abundância, para sempre.

 1Dai ao Rei vossos poderes, Senhor Deus, *vossa justiça ao descendente da realeza! 2Com justiça ele governe o vosso povo,*com equidade ele julgue os vossos pobres. R.

7Nos seus dias a justiça florirá *e grande paz, até que a lua perca o brilho! 8De mar a mar estenderá o seu domínio,*e desde o rio até os confins de toda a terra! R.

12Libertará o indigente que suplica,*e o pobre ao qual ninguém quer ajudar. 13Terá pena do indigente e do infeliz, *e a vida dos humildes salvará. R.

17Seja bendito o seu nome para sempre! *E que dure como o sol sua memória! Todos os povos serão nele abençoados, *todas as gentes cantarão o seu louvor! R.

Evangelho: Lc 10,21-24

21Naquele momento, Jesus exultou no Espírito Santo e disse: “Eu te louvo, Pai, Senhor do céu e da terra, porque escondeste essas coisas aos sábios e inteligentes e as revelaste aos pequeninos. Sim, Pai, porque assim foi do teu agrado. 22Tudo me foi entregue pelo meu Pai. Ninguém conhece quem é o Filho, a não ser o Pai; e ninguém conhece quem é o Pai, a não ser o Filho e aquele a quem o Filho o quiser revelar”. 23Jesus voltou-se para os discípulos e disse-lhes em particular: “Felizes os olhos que veem o que vós vedes! 24Pois eu vos digo que muitos profetas e reis quiseram ver o que estais vendo e não puderam ver; quiseram ouvir o que estais ouvindo e não puderam ouvir”.


Santos em destaque

São Sabas, abade. Nasceu perto de Cesareia de Capadócia, em 439. É um dos monges mais famosos da antiguidade.

Santa Crispina de Tagore, mártir (†304). Mãe de família decapitada em Tebessa, atual Argélia, por recusar-se a adorar os deuses pagãos.

São João Almond, sacerdote e mártir (†1612). Executado em Tyburn, Inglaterra, no reinado de Jaime I, por exercer seu ministério de padre católico. Mesmo no patíbulo, não cessou de praticar a caridade.

Beato Bartolomeu Fanti, sacerdote (†1495). Religioso carmelita em Mântua. Zeloso propagador das devoções a Jesus Eucarístico e Maria Santíssima.

Beato Nicolau Stensen, Bispo (†1683). Nascido na Dinamarca num lar luterano, converteu-se após assistir a uma procissão de Corpus Christi. Estudou Teologia e tornou-se sacerdote. O Beato Inocêncio XI o nomeou Vigário apostólico das cidades nórdicas da Europa.

Beato Fillipo Rinaldi, sacerdote salesiano (†1931). Aos 21 anos, conheceu São João Bosco. Contribuiu grandemente para a expansão da Congregação Salesiana, da qual foi Vigário Geral e, depois, Reitor Maior.

Beato Narciso Putz, presbítero e mártir (†1942). Sacerdote polonês encarcerado no campo de concentração de Dachau, Alemanha, onde morreu após atrozes suplícios.

Ver todos os Santos deste dia no Martirológio Romano online


Galerias de imagens

Artigo anterior
Próximo artigo

Próximas liturgias

3 de março de 2024

3º Domingo da Quaresma Leituras da Missa Santos em...

2 de março de 2024

Sábado da 2ª semana da Quaresma Leituras da Missa ...

1 de março de 2024

Sexta-feira da 2ª semana da Quaresma Leituras da Missa ...
Artigo anterior
Próximo artigo

Redes sociais

1,644,769FãsCurtir
125,191SeguidoresSeguir
9,530SeguidoresSeguir
331,686InscritosInscrever