6 de dezembro de 2023

Terça-feira da 2ª semana do Advento

Memória facultativa de São Nicolau, Bispo (†350). Bispo de Mira, na atual Turquia. Grande taumaturgo. É padroeiro da Rússia. Suas relíquias foram levadas para Bari (Itália) e por isso é conhecido como São Nicolau de Bari.


Ver também:

Leituras da Missa

Primeira leitura: Is 25,6-10a

Naquele dia, 6o Senhor dos exércitos dará neste monte, para todos os povos, um banquete de ricas iguarias, regado com vinho puro, servido de pratos deliciosos e dos mais finos vinhos. 7Ele removerá, neste monte, a ponta da cadeia que ligava todos os povos, a teia em que tinha envolvido todas as nações. 8O Senhor Deus eliminará para sempre a morte, e enxugará as lágrimas de todas as faces, e acabará com a desonra do seu povo em toda a terra; o Senhor o disse. 9Naquele dia se dirá: “Este é o nosso Deus, esperamos nele, até que nos salvou; este é o Senhor, nele temos confiado: vamos alegrar-nos e exultar por nos ter salvo”. 10E a mão do Senhor repousará sobre este monte.

Salmo responsorial: Sl 22(23),1-3a.3b-4.5.6 (R. 6cd)

R. Na casa do Senhor habitarei pelos tempos infinitos.

 1O Senhor é o pastor que me conduz; *não me falta coisa alguma. 2Pelos prados e campinas verdejantes *ele me leva a descansar. 3aPara as águas repousantes me encaminha, *e restaura as minhas forças. R.

bEle me guia no caminho mais seguro, *4pela honra do seu nome. Mesmo que eu passe pelo vale tenebroso, *nenhum mal eu temerei. Estais comigo com bastão e com cajado, *eles me dão a segurança! R.

5Preparais à minha frente uma mesa, *bem à vista do inimigo; com óleo vós ungis minha cabeça, *e o meu cálice transborda. R.

6Felicidade e todo bem hão de seguir-me, *por toda a minha vida; e, na casa do Senhor, habitarei *pelos tempos infinitos. R.

Evangelho: Mt 15,29-37

Naquele tempo, 29Jesus foi para as margens do mar da Galileia, subiu a montanha e sentou-se. 30Numerosas multidões aproximaram-se dele, levando consigo coxos, aleijados, cegos, mudos e muitos outros doentes. Então os colocaram aos pés de Jesus. E ele os curou. 31O povo ficou admirado quando viu os mudos falando, os aleijados sendo curados, os coxos andando e os cegos enxergando. E glorificaram o Deus de Israel. 32Jesus chamou seus discípulos e disse: “Tenho compaixão da multidão, porque já faz três dias que está comigo, e nada tem para comer. Não quero mandá-los embora com fome, para que não desmaiem pelo caminho”. 33Os discípulos disseram: “Onde vamos buscar, neste deserto, tantos pães para saciar tão grande multidão?” 34Jesus perguntou: “Quantos pães tendes?” Eles responderam: “Sete e alguns peixinhos”. 35E Jesus mandou que a multidão se sentasse pelo chão. 36Depois pegou os sete pães e os peixes, deu graças, partiu-os e os dava aos discípulos, e os discípulos, às multidões. 37Todos comeram e ficaram satisfeitos; e encheram sete cestos com os pedaços que sobraram.


Santos em destaque

Santa Dativa, mártir e companheiras (†484). Na África Setentrional, Cartago, padeceram atrozes sofrimentos por demonstrarem sua fé e amor à Santíssima Trindade. Perseguição promovida por Hunerico, ariano, rei dos vândalos.

Santa Dionísia, São Majórico e companheiros, mártires (†séc. V). Foram submetidos a atrozes suplícios pelo rei vândalo Hunerico, ariano. Maiórico, ainda criança, apavorou-se à vista das torturas, mas foi sustentado pelo olhar e pelas palavras de sua mãe, Dionísia.

Santo Obício, penitente (†1204). Estando próximo de perder a vida numa batalha, uma visão do inferno mostrou-lhe que se morresse naquela ocasião teria se condenado. Abandonou a carreira militar e fez-se oblato beneditino no mosteiro de Santa Júlia, na Bréscia.

São José Nguyễn Duy Khang, mártir (†1861). Catequista e companheiro de viagem do Bispo Jerônimo Hermosilla, no Vietnã. Foi torturado e decapitado durante a perseguição do Imperador Tu Ðúc.

Beato Pedro Pascoal, Bispo e mártir (†1300). Religioso mercedário, nomeado Bispo de Jaen, Espanha. Foi capturado pelos mouros enquanto visitava os fiéis de sua diocese e morreu na prisão.

Beata Luísa Maria Cañizares, virgem (†1936). Em Valência, durante a Guerra Civil Espanhola, prenderam-na, arrancaram-lhe os olhos, a língua e, diante de sua perseverança, fuzilaram-na.

Beato João Scheffler, Bispo e mártir (†1952). Húngaro de nascimento, foi nomeado Bispo de Satu Mare, Romênia. Morreu preso em Bucareste.

Ver todos os Santos deste dia no Martirológio Romano online


Galerias de imagens

Artigo anterior
Próximo artigo

Próximas liturgias

3 de março de 2024

3º Domingo da Quaresma Leituras da Missa Santos em...

2 de março de 2024

Sábado da 2ª semana da Quaresma Leituras da Missa ...

1 de março de 2024

Sexta-feira da 2ª semana da Quaresma Leituras da Missa ...
Artigo anterior
Próximo artigo

Redes sociais

1,644,769FãsCurtir
125,191SeguidoresSeguir
9,530SeguidoresSeguir
331,686InscritosInscrever