22 de janeiro de 2024

Segunda-feira da 3ª semana do Tempo Comum

Memória Facultativa de São Vicente, diácono e mártir (†304). Em Saragoça, durante a perseguição do imperador Diocleciano, depois de padecer cárcere, fome, o cavalete e ferros incandescentes, terminou invicto o glorioso combate em Valência da Espanha Cartaginense e subiu ao Céu para gozar o prémio do seu martírio.

Leituras da Missa

Primeira leitura: 2Sm 5,1-7.10

Naqueles dias, 1todas as tribos de Israel vieram encontrar-se com Davi em Hebron e disseram-lhe: “Aqui estamos. Somos teus ossos e tua carne. 2Tempo atrás, quando Saul era nosso rei, eras tu que dirigias os negócios de Israel. E o Senhor te disse: ‘Tu apascentarás o meu povo Israel e serás o seu chefe’”. 3Vieram, pois, todos os anciãos de Israel até o rei em Hebron. O rei Davi fez com eles uma aliança em Hebron, na presença do Senhor, e eles o ungiram rei de Israel. 4Davi tinha trinta anos quando começou a reinar, e reinou quarenta anos: 5sete anos e seis meses sobre Judá, em Hebron, e trinta e três anos em Jerusalém, sobre todo Israel e Judá. 6Davi marchou então com seus homens para Jerusalém, contra os jebuseus que habitavam aquela terra. Estes disseram a Davi: “Não entrarás aqui, pois serás repelido por cegos e coxos”. Com isso queriam dizer que Davi não conseguiria entrar lá. 7Davi, porém, tomou a fortaleza de Sião, que é a cidade de Davi. 10Davi ia crescendo em poder, e o Senhor, Deus todo-poderoso, estava com ele.

Salmo responsorial: Sl 88(89),20.21-22.25-26 (R. 25a)

R. Minha verdade e meu amor estarão sempre com ele.

 20Outrora vós falastes em visões a vossos santos: †”Coloquei uma coroa na cabeça de um herói *e do meio deste povo escolhi o meu Eleito. R.

21Encontrei e escolhi a Davi, meu servidor, *e o ungi, para ser rei, com meu óleo consagrado. 22Estará sempre com ele minha mão onipotente, *e meu braço poderoso há de ser a sua força. R.

25Minha verdade e meu amor estarão sempre com ele, *sua força e seu poder por meu nome crescerão. 26Eu farei que ele estenda sua mão por sobre os mares, *
e a sua mão direita estenderei por sobre os rios. R.

Evangelho: Mc 3,22-30

Naquele tempo, 22os mestres da Lei, que tinham vindo de Jerusalém, diziam que ele estava possuído por Belzebu e que pelo príncipe dos demônios ele expulsava os demônios. 23Então Jesus os chamou e falou-lhes em parábolas: “Como é que satanás pode expulsar a satanás? 24Se um reino se divide contra si mesmo, ele não poderá manter-se. 25Se uma família se divide contra si mesma, ela não poderá manter-se. 26Assim, se satanás se levanta contra si mesmo e se divide, não poderá sobreviver, mas será destruído. 27Ninguém pode entrar na casa de um homem forte, para roubar seus bens, sem antes o amarrar. Só depois poderá saquear sua casa. 28Em verdade vos digo, tudo será perdoado aos homens, tanto os pecados como qualquer blasfêmia que tiverem dito. 29Mas quem blasfemar contra o Espírito Santo nunca será perdoado; será culpado de um pecado eterno”. 30Jesus falou isso porque diziam: “Ele está possuído por um espírito mau”.


Santos em destaque

São Valério, Bispo (†305/315). Foi expulso de sua Diocese de Saragoça, Espanha, durante a perseguição de Diocleciano e morreu no exílio.

São Gaudêncio, Bispo (†c. 418). Convertido por Santo Eusébio de Vercelli, de quem foi discípulo e companheiro no exílio. De volta à Itália, foi sagrado Bispo de Novara.

São Bernardo, Bispo (†842). Deixando o exército de Carlos Magno, distribuiu seus bens aos pobres, ingressou na milícia de Cristo e foi nomeado Bispo de Vienne, França. Construiu os mosteiros de Ambronay e de Romans.

São Domingos, abade (†1031). Fundou e reformou muitos mosteiros na região do Lácio, Itália.

Santos Francisco Gil de Federich e Mateus Afonso de Leziniana, presbíteros e mártires (†1745). Sacerdotes dominicanos mortos a fio de espada no Vietnã.

São Vicente Pallótti, presbítero (†1850). Fundou a Sociedade do Apostolado Católico. Com suas obras e escritos, estimulou a vocação de todos os batizados para trabalhar generosamente pela Igreja.

Beata Laura Vicunha, virgem (†1904). Jovem chilena educada pelas salesianas na Argentina. De sólida Fé e ardente piedade, suportou grandes sofrimentos morais e faleceu aos 13 anos, após oferecer-se como vítima pela conversão de sua mãe.

Beato José Nascimbeni, presbítero (†1922). Fundou em Castelletto del Garda, Itália, o Instituto das Pequenas Irmãs da Sagrada Família.

Beato Ladislau Batthyány-Strattmann, pai de família (†1931). Médico oriundo de uma família principesca húngara, atendia gratuitamente os pobres e indigentes no hospital por ele fundado, em Viena, Áustria.

Ver todos os Santos deste dia no Martirológio Romano online


Galerias de imagens

Artigo anterior
Próximo artigo

Próximas liturgias

23 de abril de 2024

Terça-feira da Quarta semana da Páscoa Memórias facultativas de Santo...

22 de abril de 2024

Segunda-feira da 4ª Semana da Páscoa Leituras da Missa ...

21 de abril de 2024

Quarto Domingo da Páscoa Leituras da Missa Santos em...
Artigo anterior
Próximo artigo

Redes sociais

1,644,769FãsCurtir
125,191SeguidoresSeguir
9,530SeguidoresSeguir
331,686InscritosInscrever