8 de março de 2024

Sexta-feira da 3ª semana da Quaresma

Memória facultativa de São João de Deus, religioso (†1550). Depois de ter exercido as profissões de pastor, soldado e comerciante, converteu-se pela pregação de São João de Ávila. Fundou a Ordem dos Irmãos Hospitalares.

Leituras da Missa

Primeira leitura: Os 14,2-10

Assim fala o Senhor Deus: 2“Volta, Israel, para o Senhor, teu Deus, porque estavas caído em teu pecado. 3Vós todos, encontrai palavras e voltai para o Senhor; dizei-lhe: ‘Livra-nos de todo mal e aceita este bem que oferecemos, o fruto de nossos lábios. 4A Assíria não nos salvará; não queremos montar nossos cavalos, não chamaremos mais ‘deuses nossos’ a produtos de nossas mãos; em ti encontrará o órfão misericórdia’. 5Hei de curar sua perversidade e me será fácil amá-los, deles afastou-se a minha cólera. 6Serei como orvalho para Israel; ele florescerá como o lírio e lançará raízes como plantas do Líbano. 7Seus ramos hão de estender-se; será seu esplendor como o da oliveira e seu perfume como o do Líbano. 8Voltarão a sentar-se à minha sombra e a cultivar o trigo, e florescerão como a videira, cuja fama se iguala à do vinho do Líbano. 9Que tem ainda Efraim a ver com ídolos? Sou eu que o atendo e que olho por ele. Sou como o cipreste sempre verde: de mim procede o teu fruto. 10Compreenda estas palavras o homem sábio, reflita sobre elas o bom entendedor! São retos os caminhos do Senhor e por eles andarão os justos, enquanto os maus ali tropeçam e caem”.

Salmo responsorial: Sl 80(81),6c-8a.8bc-9.10-11ab.14 e 17 (R. cf. 11.9a)

R. Ouve, meu povo, porque eu sou o teu Deus!

6cEis que ouço uma voz que não conheço, *7“Aliviei as tuas costas de seu fardo. cestos pesados eu tirei de tuas mãos, *8aNa angústia a mim clamaste, e te salvei, R.

bde uma nuvem trovejante te falei, *ce junto às águas de Meriba te provei. 9Ouve, meu povo, porque vou te advertir! *Israel, ah! se quisesses me escutar. R.

10Em teu meio não exista um deus estranho *nem adores a um deus desconhecido! 11aPorque eu sou o teu Deus e teu Senhor, *bque da terra do Egito te arranquei. R.

14Quem me dera que meu povo me escutasse! *Que Israel andasse sempre em meus caminhos. 17eu lhe daria de comer a flor do trigo, *e com o mel que sai da rocha o fartaria”. R.

Evangelho: Mc 12,28b-34

Naquele tempo, 28um escriba aproximou-se de Jesus e perguntou: “Qual é o primeiro de todos os mandamentos?” 29Jesus respondeu: “O primeiro é este: Ouve, ó Israel! O Senhor nosso Deus é o único Senhor. 30Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu entendimento e com toda a tua força! 31O segundo mandamento é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo! Não existe outro mandamento maior do que estes”. 32O mestre da Lei disse a Jesus: “Muito bem, mestre! Na verdade, é como disseste: ele é o único Deus e não existe outro além dele. 33Amá-lo de todo o coração, de toda a mente e com toda a força e amar o próximo como a si mesmo é melhor do que todos os holocaustos e sacrifícios”. 34Jesus viu que ele tinha respondido com inteligência e disse: “Tu não estás longe do Reino de Deus”. E ninguém mais tinha coragem de fazer perguntas a Jesus.


Santos em destaque

São Pôncio de Cartago, diácono (†séc. III). Companheiro de São Cipriano no exílio, legou-nos um precioso relato de sua vida e seu martírio.

São Provino, Bispo (†420). Discípulo de Santo Ambrósio, foi nomeado Bispo de Como, na Ligúria. Exerceu seu ministério com grande sabedoria e santidade.

São Félix de Dunwich, Bispo (†c. 646). Francês de nascimento, pregou o Evangelho na Inglaterra oriental, onde fundou igrejas, mosteiros e escolas.

Santo Hunfredo, Bispo (†871). Trabalhou para congregar e reconfortar o seu povo após a destruição de Therouanne, França, pelos invasores normandos.

São Veremundo, abade (†c. 1095). Nascido em Estella, Navarra, ingressou no Mosteiro beneditino de Nossa Senhora de Irache, do qual foi eleito abade.

Santo Estêvão de Obazine, abade (†1159). Primeiro abade do mosteiro de Obazine, França. Uniu à Ordem Cisterciense os três mosteiros por ele fundados.

São Vicente Kadlubek, Bispo e monge (†1223). Nobre polonês que abraçou a vida eclesiástica. Eleito Bispo de Cracóvia, reformou o cabido e mosteiros. Depois de renunciar ao seu ministério, professou vida monástica no mosteiro de Jedrzejow.

São Faustino Míguez, presbítero (†1925). Religioso escolápio que fundou a Congregação das Filhas da Divina Pastora, em Sanlúcar de Barrameda, Espanha.

Ver todos os Santos deste dia no Martirológio Romano online


Galerias de imagens

Artigo anterior
Próximo artigo

Próximas liturgias

23 de abril de 2024

Terça-feira da Quarta semana da Páscoa Memórias facultativas de Santo...

22 de abril de 2024

Segunda-feira da 4ª Semana da Páscoa Leituras da Missa ...

21 de abril de 2024

Quarto Domingo da Páscoa Leituras da Missa Santos em...
Artigo anterior
Próximo artigo

Redes sociais

1,644,769FãsCurtir
125,191SeguidoresSeguir
9,530SeguidoresSeguir
331,686InscritosInscrever