3 de fevereiro de 2023

Quinta-feira da 4ª semana do Tempo Comum

Memória facultativa de São Brás (séc. IV). Bispo e mártir em Sebaste, Armênia. Protetor dos que sofrem de males na garganta. Neste dia a Igreja dá aos fiéis a bênção de São Brás, pedindo de forma especial a cura desses males.

Memória facultativa de Santo Oscar (†865). Bispo de Hamburgo, depois de Bremen, tornando-se conhecido como “o apóstolo do Norte”. Foi nomeado pelo Papa Gregório IV legado pontifício para a região setentrional da Europa.

Leituras da Missa

Primeira leitura: Hb 13,1-8

Irmãos, 1perseverai no amor fraterno. 2Não esqueçais a hospitalidade; pois, graças a ela, alguns hospedaram anjos, sem o perceber. 3Lembrai-vos dos prisioneiros, como se estivésseis presos com eles, e dos que são maltratados, pois também vós tendes um corpo! 4O matrimônio seja honrado por todos e o leito conjugal, sem mancha; porque Deus julgará os imorais e adúlteros. 5Que o amor ao dinheiro não inspire a vossa conduta. Contentai-vos com o que tendes, porque ele próprio disse: “Eu nunca te deixarei, jamais te abandonarei”. 6De modo que podemos dizer, com ousadia: “O Senhor é meu auxílio, jamais temerei; que poderá fazer-me o homem?” 7Lembrai-vos de vossos dirigentes, que vos pregaram a palavra de Deus, e considerando o fim de sua vida, imitai-lhes a fé. 8Jesus Cristo é o mesmo, ontem e hoje e por toda a eternidade.

Salmo responsorial: Sl 26(27),1.3.5.8b-9abc (R. 1a)

R. O Senhor é minha luz e salvação!
1O Senhor é minha luz e salvação; *de quem eu terei medo? Senhor é a proteção da minha vida; *perante quem eu tremerei? R.

3Se contra mim um exército se armar, *não temerá meu coração; se contra mim uma batalha estourar, *mesmo assim confiarei. R.

5Pois um abrigo me dará sob o seu teto *nos dias da desgraça; no interior de sua tenda há de esconder-me *e proteger-me sobre a rocha. R.

8bSenhor, é vossa face que eu procuro; *não me escondais a vossa face! 9aNão afasteis em vossa ira o vosso servo, * †bsois vós o meu auxílio! cNão me esqueçais nem me deixeis abandonado. R.

Evangelho: Mc 6,14-29

Naquele tempo, 14o rei Herodes ouviu falar de Jesus, cujo nome se tinha tornado muito conhecido. Alguns diziam: “João Batista ressuscitou dos mortos. Por isso os poderes agem nesse homem”. 15Outros diziam: “É Elias”. Outros ainda diziam: “É um profeta como um dos profetas”. 16Ouvindo isto, Herodes disse: “Ele é João Batista. Eu mandei cortar a cabeça dele, mas ele ressuscitou!” 17Herodes tinha mandado prender João, e colocá-lo acorrentado na prisão. Fez isso por causa de Herodíades, mulher do seu irmão Filipe, com quem se tinha casado. 18João dizia a Herodes: “Não te é permitido ficar com a mulher do teu irmão”. 19Por isso Herodíades o odiava e queria matá-lo, mas não podia. 20Com efeito, Herodes tinha medo de João, pois sabia que ele era justo e santo, e por isso o protegia. Gostava de ouvi-lo, embora ficasse embaraçado quando o escutava. 21Finalmente, chegou o dia oportuno. Era o aniversário de Herodes, e ele fez um grande banquete para os grandes da corte, os oficiais e os cidadãos importantes da Galileia. 22A filha de Herodíades entrou e dançou, agradando a Herodes e seus convidados. Então o rei disse à moça: “Pede-me o que quiseres e eu to darei”. 23E lhe jurou dizendo: “Eu te darei qualquer coisa que me pedires, ainda que seja a metade do meu reino”. 24Ela saiu e perguntou à mãe: “O que vou pedir?” A mãe respondeu: “A cabeça de João Batista”. 25E, voltando depressa para junto do rei, pediu: “Quero que me dês agora, num prato, a cabeça de João Batista”. 26O rei ficou muito triste, mas não pôde recusar. Ele tinha feito o juramento diante dos convidados. 27Imediatamente, o rei mandou que um soldado fosse buscar a cabeça de João. O soldado saiu, degolou-o na prisão, 28trouxe a cabeça num prato e a deu à moça. Ela a entregou à sua mãe. 29 Ao saberem disso, os discípulos de João foram lá, levaram o cadáver e o sepultaram.


Santos em destaque

Santa Vereburga, abadessa (†c. 700). Ingressou no mosteiro de Ely, Inglaterra, do qual foi abadessa. Fundou depois vários outros mosteiros.

Santa Maria de Santo Inácio Thévenet, virgem (†1837). Fundou em Lyon, França, a Congregação das Irmãs de Jesus e Maria.

Beata Maria Ana Rivier, virgem (†1838). Fundou, durante a Revolução Francesa, a Congregação das Irmãs da Apresentação de Maria.

Beata Maria Helena Stollenwerk, virgem (†1900). Junto com Santo Arnaldo Janssen, fundou a Congregação das Missionárias Servas do Espírito Santo, em Steyl, Holanda. Após deixar a função de superiora, se entregou à Adoração Perpétua.

Ver todos os Santos deste dia no Martirológio Romano online


Galerias de imagens

 

 

Artigo anterior2 de fevereiro de 2023
Próximo artigo4 de fevereiro de 2023

Próximas liturgias

31 de janeiro de 2023

Memória de São João Bosco Natural de Castelnuovo de Asti,...

30 de janeiro de 2023

Segunda-feira da 4ª semana do Tempo Comum Leituras da...

29 de janeiro de 2023

Domingo da 4ª semana do Tempo Comum Leituras da...
Artigo anterior2 de fevereiro de 2023
Próximo artigo4 de fevereiro de 2023

Redes sociais

1,644,769FãsCurtir
125,191SeguidoresSeguir
9,234SeguidoresSeguir
331,686InscritosInscrever